NÃO VENÇA O SEU MEDO, LIDE COM ELE!

É impressionante como a sociedade, as crenças, a mídia e as pessoas que estão ao nosso redor tratam o medoHá sempre uma relação negativa com ele, uma espécie de rejeição, uma busca pelas formas de evitá-lo. Mas eu quero dizer para você o seguinte: não tente vencer o seu medo, aprenda a lidar com ele! É isso mesmo. Não perca tempo tentando enfrentar e derrubar algo que possui, também, recursos muito importantes para o alcance dos seus objetivos.

O conceito de medo está ligado a um estado emocional que ocorre diante de determinada situação a qual demonstre algum tipo de ameaça. E é claro que existem, biologicamente, inúmeras reações físicas espontâneas que nos protegem do perigo devido a esse sentimento. Não se pode deixar de destacar que ele possui extrema importância para a sobrevivência das espécies, em especial para o ser humano. Então, não vamos lutar contra, vamos entendê-lo e fazê-lo funcionar ao nosso favor!

Em meu livro, POSSIBILIDADES, que acabei de lançar, descrevo o passo a passo de como reenquadrar esse impeditivo e fazer com que ele seja mais um recurso de grande valor para alcançarmos novos níveis. E é com grande satisfação que partilharei aqui com você, leitor, a primeira dessas preciosas estratégias: a identificação do seu medo.

Descubra e procure entender o que realmente te traz a sensação de insegurança. No decorrer dos anos em que me dediquei ao aprofundamento em desenvolvimento pessoal, e ao acompanhar milhares de pessoas em processos limitantes, pude constatar que o medo é sempre de uma consequência e não da situação em si, por exemplo: o medo de empreender e ficar desempregado, na verdade, não é o desemprego que amedronta, mas o que acontecerá por meio disso, ou seja, talvez a escassez do recurso financeiro ou a falta de apoio da família.

Esse é o primeiro passo para uma identificação precisa, a partir disso, é possível definir as formas de diminuir as chances de graves consequências e deixá-lo mais seguro na sua visão e na visão de seus negócios. Assim, esse entendimento lhe dará o pode sobre as situações em que se sentir dominado por essa margem limitante. Em vez de lutar contra o seu medo, identifique-o, faça com que ele se transforme, apenas, numa importante linha de prevenção, aprenda a lidar com ele e seja tudo o que você pode ser!    

O SEU PRESENTE É O AGORA!

Sabe aqueles acontecimentos que você tanto deseja, tanto planeja e espera para a sua vida, a sua carreira, a sua empresa, mas, quando ocorrem, apenas passam e você parece não perceber? Ou até mesmo nem os valoriza tanto assim porque já está pensando no próximo alvo, no próximo objetivo a ser alcançado. Pois é, isso acontece quando não se está presente, de fato, no agora, vivenciando o momento atual, a jornada, a trajetória, a verdadeira celebração.
É fundamental que se desfrute da satisfação de uma meta alcançada,
reconhecendo o aprendizado para que, só assim, seja dado o próximo passo. Essa consciência é muito importante, como cita Anthony Robbins, no livro Desperte seu gigante interior: “Embora os objetivos proporcionem uma magnífica direção e um meio de focalizar, devemos nos empenhar constantemente para viver cada dia em sua plenitude, extraindo toda a alegria que pudermos tirar de cada momento”. Essa percepção nos leva ao entendimento de que se tomarmos a decisão de sermos felizes agora, automaticamente, alcançaremos mais.
Tenho certeza de que se você parar para refletir agora sobre o que realmente te faz feliz hoje, sobre quais os motivos que tem para agradecer neste momento, achará muitas razões legítimas de celebrar. Diante disso, te convido a estar presente, a permanecer no momento ao tempo que ele ocorre, não fique pensando no que terá de fazer amanhã, depois, ou no que fez semana passada, viva o presente, aprecie o que você tem, gaste o tempo de agora com a energia que foi planejada para ele, não o
desperdice, não deixe que seus pensamentos presos ao passado ou ao futuro te roubem aquilo que cabe somente a você desfrutar de maneira única.
Não deixe que o momento presente, aquela agenda lotada de negociações para o dia de hoje, pareça apenas um meio para atingir um fim, a alegria de realizar as coisas não pode ser consumida pelo desejo do que está por vir, deixar que o futuro pareça melhor, como dito no livro O pode do agora, é a receita para uma insatisfação permanente. Por isso, siga, mas nunca deixe de estar presente!